EFIDRIC

Image
A influência da água nos custos de produção das empresas: no Brasil, os Bancos incluem a água na análise de crédito de empresas

Com escassez de chuvas, as instituições financeiras brasileiras passaram a avaliar a previsão do tempo e a oferta de água antes de libertarem empréstimos para setor industrial.

Em virtude da escassez de chuva e da crise de abastecimento de água, alguns departamentos de análise de risco de instituições financeiras brasileiras passaram a considerar previsões meteorológicas e oferta de água antes de libertarem empréstimos para o setor industrial.

“Como não tínhamos escassez de água, a seca era tratada apenas como um risco climático que podia afetar o agronegócio. Agora, a preocupação chega à indústria transformadora”, refere o diretor de crédito do Banco Indusval & Partners, Cláudio Cusin.

De acordo com instituições financeiras, a previsão do tempo determinará a quantidade de recursos libertados e a taxa de juro dos empréstimos e financiamentos bancários. A banca acredita que chuvas fracas nos próximos meses podem elevar o risco de incumprimento, já que as empresas podem ser prejudicadas pela falta de água e pelo aumento nos custos de produção.

14-01-2015

fonte: 1-12-2014 | Veja

Back to Top