EFIDRIC

Image
Gestão mais eficiente da água pode levar a descida da tarifa ao consumidor

A ERSAR revelou hoje, 3 de dezembro de 2014, em comunicado, que um volume superior a um terço da água distribuída em Portugal não é faturado, o que corresponde a uma perda anual de 160 milhões de euros.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da ERSAR disse que "uma gestão da água mais eficiente por parte dos operadores pode contribuir para uma redução na tarifa" ao consumidor.

"O impacto da tarifa, nomeadamente ao nível do controlo de perdas tenderá a reduzir custos e, naturalmente, a impactar a tarifa no sentido do seu abaixamento, mas temos de ter presente que as tarifas de água em muitos dos operadores ainda não recuperam os custos, ou seja, só cobrem parte dos custos que os operadores têm com o serviço", salientou.

Jaime Melo Baptista explicou que a maioria dos mais de 400 operadores que existem em Portugal pratica preços que não cobrem os custos.

A entidade reguladora revelou que a água não faturada inclui perdas reais através de fissuras, ruturas e extravasamentos de água e perdas aparentes devido a imprecisões nas medições, furto ou uso ilícito de água.

14-01-2015

fonte: 3-12-2014 | Notícias ao Minuto

Back to Top